desenolvimento sustentável onu compostagem

Compostagem Comunitária e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) definiu no ano de 2015 que fomentaria ações que estivessem de acordo com medidas necessárias para o desenvolvimento sustentável a nível global.

Para definir que tipo de ações seriam essas, criou 17 grandes grupos que foram chamados de “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

Portanto, quanto mais objetivos uma determinada ação estiver envolvida, mais pode-se considerar que ela conduz os envolvidos em direção ao desenvolvimento sustentável.

A compostagem comunitária e o desenvolvimento sustentável

A compostagem em si já é uma prática extremamente benéfica e em acordo com vários objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pela ONU. Porém, a compostagem comunitária, aplicada de forma descentralizada, ou seja, em pequenas centrais de tratamento de resíduos orgânicos, é ainda mais alinhada com tais objetivos.

Veja abaixo como esse alinhamento se dá em relação a cada um dos objetivos que a compostagem comunitária está envolvida e que portanto são alcançados em decorrência do trabalho da Terra Orgânica e seus parceiros.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável diretamente atendidos pela Compostagem Comunitária

Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos

Grande parte dos resíduos orgânicos no Brasil são destinados a lixões. Estes locais de destinação geram problemas graves relacionados a contaminação de lençóis freáticos e corpos d´água. Para entender mais sobre o problema dos lixões, clique aqui. (link para artigo do aterro)

Evitando que a parcela orgânica dos resíduos chegue aos lixões, reduzimos a produção do chorume, que é o líquido resultante da decomposição da matéria orgânica que gera tal contaminação das águas.

Evitar a contaminação da água é preservar sua qualidade e facilitar o tratamento para posterior distribuição à população.

Saneamento inclui gestão de resíduos sólidos. 

Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos

A compostagem comunitária baseia-se na gestão descentralizada de resíduos orgânicos. Cada bairro pode contar com um ou mais pequenos pátios de compostagem que geram trabalho e renda local. Aplicada em larga escala pode contribuir de forma significativa para ampliação do número de empregos e para a produtividade da sociedade.

O trabalho decente é favorecido pela separação na fonte, proximidade entre local de coleta e destinação e elevada frequência de coleta que favorecem a salubridade da atividade e boas condições de trabalho aos envolvidos.

Sendo a produção de resíduo orgânico resultado de uma atividade básica da vida humana, a geração de emprego associado a compostagem contribui de forma significativa para o crescimento econômico sustentado e sustentável.

A descentralização através de pátios comunitários, associada a grande variedade de técnicas de compostagem em pequena escala faz com que a atividade seja altamente inclusiva, podendo ser feita na maior parte dos bairros das cidades brasileiras.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

A atividade comunitária promove vínculos e respeito entre as pessoas que participam. Quando tais vínculos são estabelecidos em uma sociedade, seus membros se sentem em um lugar mais familiar e mais seguro.

A geração de renda na comunidade local a partir da sua própria atividade fortalece também o respeito àquela atividade que possibilita tal renda. Isso amplia a inclusão, a resiliência e sustentabilidade local.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis

Ao invés de se buscar insumos agrícolas provenientes de toda parte do planeta, utiliza-se o composto produzido localmente. Os resíduos orgânicos, que já foram considerados apenas lixo, permitem a produção de um rico composto que pode ser utilizado como insumo na produção de alimentos orgânicos. Esses alimentos podem, inclusive, ser cultivados dentro das cidades nos tantos terrenos baldios que se vê por aí, evitando gastos e impactos negativos dos transportes.

Dessa forma, fecha-se um ciclo importantíssimo para a garantia de um consumo mais sustentável de alimentos. 

A compostagem comunitária de resíduos urbanos é sustentável pois cada vez que é feito um cultivo, menor será a necessidade de emprego energético no sistema (menor necessidade de adubação, correção e aragem do solo). A cada plantio, mais preparado para produção o sistema se torna devido a alta atividade biológica proporcionada pela utilização de matéria orgânica.

Além disso, é extremamente sustentável uma atividade que promove a produção de alimentos orgânicos, a partir do processamento de resíduos gerados localmente e vendidos para quem está perto evitando gastos e impactos negativos do transporte.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos (*)

Passo a passo, nós temos o poder de transformar o mundo. A compostagem, tecnicamente falando, auxilia no combate às mudanças climáticas pela não contaminação de lençóis freáticos e cursos d’agua, favorecendo o equilíbrio do ciclo hidrológico, assim como garante a diminuição de gases do efeito estufa, no caso, o metano que é produzido e liberado diretamente na atmosfera em locais como os lixões.

Um subitem deste objetivo trata da capacitação, em especial, de mulheres e jovens de comunidades marginalizadas para o planejamento e gestão eficaz das mudanças climáticas. Nesse sentido, a compostagem comunitária tem grande potencial de atender esse quesito. Um ótimo exemplo é o trabalho que a líder comunitária Cyntia da Revolução dos Baldinhos vem realizando na comunidade do Monte Cristo, em Florianópolis. 

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

Neste aspecto a compostagem é uma ação absolutamente certeira! O composto orgânico produzido pelo processo é altamente benéfico para o solo, podendo ser usado com extrema eficiência na recuperação de florestas, áreas degradadas, combate à desertificação, erosão, manutenção da umidade nos solos, ampliação da biodiversidade local. 

O composto orgânico é um material repleto de microorganismos, sendo assim um excelente potencializador da VIDA!

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

A gestão comunitária de resíduos orgânicos, ou compostagem comunitária, vem sendo ponte para parcerias globais desde sua criação. O Projeto Revolução dos Baldinhos, criado em 2008 na cidade de Florianópolis, foi pioneiro nessa forma de pensar a gestão dos resíduos. 

Tal projeto já conquistou diversos prêmios e financiamentos nacionais e internacionais, sendo a Gestão Comunitária de Resíduos Orgânicos classificada como uma tecnologia social com alto potencial de replicabilidade. Você pode saber mais clicando aqui: https://nacoesunidas.org/iniciativa-brasileira-de-compostagem-comunitaria-e-premiada-na-alemanha/

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável indiretamente atendidos pela Compostagem Comunitária

Outros objetivos também são atendidos porém de forma indireta através da compostagem comunitária. Ou seja, a atividade não gera resultados que atendem diretamente a estes objetivos, mas olhando a partir de um ponto de vista mais amplo, pode-se perceber tal influência. 

Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

A compostagem comunitária tem uma possibilidade muito grande de ser associada com uma produção orgânica de alimentos. Esta por sua vez está diretamente relacionada à melhoria na nutrição e agricultura sustentável. 

Considerando que a produção de alimentos a partir da compostagem comunitária também será feita de forma descentralizada, podemos destacar aqui dois benefícios importantes deste modelo. 

1) ampliação da disponibilidade de produtos orgânicos para todas as classes sociais; 

2) facilitação do acesso a alimentos de qualidade em mais lugares e por populações de diferentes condições financeiras.

 Estes dois pontos estão por sua vez, diretamente ligados ao aumento da qualidade e segurança alimentar.

Produção de alimentos orgânicos com custo reduzido e próximos do consumidor. Pura sustentabilidade!

A compostagem comunitária associada à agricultura urbana vai, inclusive, além da segurança alimentar, contemplando também o conceito de soberania alimentar, mas essa é uma discussão para outro artigo, caso se interesse em saber mais sobre, acesse esse artigo. 

Objetivo 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

Quando se fala em preservação ambiental, alimentação equilibrada, distribuição de renda, naturalmente se fala de saúde pública pois são questões que envolvem toda a sociedade. Por isso, de forma indireta, a compostagem comunitária pode contribuir de forma positiva para a melhoria da qualidade de vida e bem estar em todas as idades.

Pode-se também associar o bem estar para todos com a transformação física que um pátio pode promover em um espaço, como pode ser bem observado nessa galeria de fotos. 

Objetivo 9. Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

A estrutura distribuída de um modelo de tratamento de resíduo orgânico através da compostagem comunitária é extremamente resiliente. Qualquer falha no processo, afetará uma pequena parte do sistema, que poderá ser contornada por ajustes simples na logísticas de outros pontos da rede. 

Cada pátio de compostagem é uma pequena “indústria” recicladora e produtora de composto orgânico. A ampla possibilidade de distribuição deles nos centros urbanos fazem da rede uma alternativa inclusiva.

A necessidade constante de tratamento dos resíduos resultantes da atividade vital humana e os benefícios ambientais associados a compostagem fazem dela uma atividade sustentável. 

E o fato de não se ter ainda um sistema desse implementado em grande escala nos centros urbanos fazem deste modelo uma opção extremamente inovadora!

Objetivo 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

O dinheiro oferece às pessoas possibilidades. A ausência dele em partes da população gera enormes dificuldades nas quais muitas desigualdades aparecem. Qualquer atividade que promova a distribuição de renda na sociedade, naturalmente reduz a desigualdade pois oferece maiores condições àqueles que pela falta de recursos estariam em situação mais vulnerável. 

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

Um dos pontos necessários para que se possa fazer a compostagem é a separação dos resíduos orgânicos. Para a compostagem comunitária, é fundamental que se faça também um processo educativo com as pessoas, pois são elas são os agentes principais no processo de separação na fonte.

Grande parte dos resíduos que acabam chegando aos oceanos e gerando impactos negativos na fauna e flora marítima são provenientes da destinação incorreta dos resíduos, ou seja, as pessoas que por ignorância ou descuido não colocaram os seus resíduos sólidos no local adequado, sendo estes por sua vez arrastados pelas forças naturais para córregos, rios e, por fim, para os mares. 

A ampliação da educação sobre separação e destinação adequada dos resíduos orgânicos está intimamente ligada com o processo de educação geral sobre destinação dos demais resíduos sólidos. Portanto, através da educação, a compostagem comunitária contribui de forma indireta para a conservação dos oceanos, recursos marinhos e vida sustentável nesse ambiente.

Referências

https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *