CSA - Laboratório Terra Orgânia

CSA – Laboratório Terra Orgânica

Aqui você encontra todas as informações sobre o processo de construção da CSA Terra Orgânica, formas de participar e ajudar a construir junto; princípios e responsabilidades essenciais para o bom andamento do projeto, seja bem vindo!

O que é uma CSA?

CSA é a sigla para Comunidade que Sustenta a Agricultura, um modelo de venda cestas de alimentos orgânicos que propõem uma aproximação entre Coagricultores (consumidores) e Agricultores, onde partilham-se os riscos de adversidades e intempéries e os benefícios abundantes que a natureza pode proporcionar. 

A troca do termo consumidor por Coagricultor se dá pela forma que enxergamos o papel da comunidade que se forma em volta do agricultor, dando suporte financeiro ao garantir a venda de seus produtos e a segurança de uma entrada recorrente. Em contrapartida, o agricultor consegue maior desempenho no cuidado com a horta e entrega semanal de itens combinados. 

Na CSA, a comunidade realiza o pagamento mensal antecipado e retira toda semana uma cesta de alimentos, sendo uma quantidade e tipo de itens acordada previamente. Porém, não se define exatamente quais itens vão na cesta em cada semana, sendo que uma das propostas desse modelo é nos reeducar em termos da cultura dos alimentos que consumimos. 

Outros acordos geralmente são feitos entre a comunidade, como suporte em questões de comunicação, financeiro, entrega das cestas, visitas à horta, mutirões, etc.

A produção respeita os ciclos naturais, a lua, as estações, entregando alimentos conforme sua sazonalidade. 

A CSA Terra Orgânica

Nosso objetivo é ativar nossa horta orgânica e operacionalizar um modelo de venda de cestas de alimentos orgânicos para atender 20 famílias. 

Não estamos propondo um mero modelo onde consumidores pagam uma mensalidade e retiram uma cesta. Estamos propondo a criação de uma comunidade que se ajuda mutuamente em prol de um interesse comum: consumir alimentos Agroecológicos produzidos em um sistema que Regenera a Terra. Um sistema que é pensado desde a produção até o descarte, com a Compostagem. 

Queremos que os Coagricultores sejam Cocriadores do projeto, que se sintam à vontade para questionar, sugerir, propor novas ideias, que pensem juntos em alternativas para construirmos o mundo em que queremos viver.

Nossa proposta é estabilizar uma produção que garanta a entrega de 4 itens semanais (principalmente folhas), mediante pagamento mensal. Vamos precisar de cerca de 5 meses para conseguir essa constância, porém, a partir de 2 meses já começaremos a colher e partilhar nossas abundâncias. 

Por conta do espaço, a produção será principalmente de hortaliças de ciclo mais curto (até 4 meses, lista com esses itens mais abaixo) e graças às inspirações Agroflorestais e Sintrópicas, também poderemos partilhar de frutos, flores e raízes, em um Sistema Regenerante e Abundante. Tal limitação quanto ao tipo de itens se dá pelo espaço e tempo necessários para plantios de culturas que demoram mais tempo até a colheita.

Além dos 4 itens provindos do nosso espaço, também estamos abrindo contato com agricultores e outros parceiros do ramo alimentício para que possamos incrementar nossa cesta com outros itens. Alguns exemplos: culturas de ciclo mais longo como berinjela, quiabo, mandioca, milho, tomate, abobrinha, vagem, frutas; ovos caipiras; cogumelos; mel; pães; kombucha, etc. Sugestões são bem vindas, inclusive temos aqui esse formulário para entender melhor preferências de consumo: 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScs7ukQCxen-6RC0xNCk_a8oJOH7lrZC7uCrvZR5fC9JAtn3Q/viewform

Lucas é a pessoa que vai se responsabilizar pela organização da produção e dos voluntários, sendo que o valor arrecadado será revertido prioritariamente para o pagamento de um salário e para os investimentos em estrutura para garantir a produção.

Nossa proposta é fazer cestas variadas contendo culturas como: alface, cebolinha, salsinha, coentro, cenoura, brócolis, beterraba, couve, espinafre, repolho, rúcula, chicória, rabanete, almeirão, couve-flor, entre outras. 

Princípios: 

1 – Produção no modelo agroecológico/orgânico: É condição pétrea para a participação na CSA Terra Orgânica que os agricultores adotem modelos agroecológicos (produção orgânica, sintrópica/agroflorestal, permacultural, biodinâmica, etc), que cumpram os preceitos de saúde integral do ser humano e de respeito ao meio ambiente.

2 – Compartilhamento de responsabilidades, riscos e benefícios: Os coagricultores são responsáveis pelo financiamento antecipado da produção, comprometendo-se a pagar pontualmente a sua cota de participação, conforme o orçamento anual acordado de forma solidária e participativa, assumindo os riscos e benefícios do investimento realizado.

3 – Assiduidade e qualidade na produção: Os agricultores comprometem-se a plantar, colher e entregar os produtos regularmente, conforme a variedade, qualidade e periodicidade acordada previamente. Há também o compromisso do aperfeiçoamento constante nos métodos de produção, de acordo com as orientações técnicas do Núcleo de Gestão.

4 – Relações de amizade e ajuda mútua: A CSA Terra Orgânica trabalha com relações humanas, é uma “escultura social”, baseada em práticas de comércio justo, economia solidária e soberania alimentar. Na medida em que criam-se vínculos mais profundos e responsáveis com os agricultores, os coagricultores comprometem-se com o bem estar e com a qualidade de vida daqueles que produzem o alimento que chega à sua mesa. Dessa forma os coagricultores têm a oportunidade de participar ativamente da produção e de conhecer melhor de onde vem seu alimento.

5 – Transparência, gestão participativa e preço justo: Contrariando a lógica capitalista do lucro, na CSA Terra Orgânica não há lugar para a exploração do trabalhador, nem para atravessadores. Os agricultores e coagricultores participam ativamente do planejamento (administrativo, financeiro, de produção e logística), dando suporte ao Núcleo de Gestão da CSA de modo a se obter um preço justo e transparente.

6 – Co-responsabilidade e tolerância: Os coagricultores estão dispostos a se co-responsabilizar pelas dificuldades inerentes ao funcionamento da CSA. A aceitação da cota de produtos é importante, levando-se em conta a sazonalidade e a imprevisibilidade do modelo de atividade agrícola adotado, portanto certos produtos nem sempre estarão disponíveis na quantidade e constância desejada.

7 – Compostagem: Acreditamos que somos responsáveis por tudo que geramos, e que precisamos participar ativamente na busca de soluções para o problema dos resíduos na sociedade atual. Como agentes deste processo é fundamental que todo resíduo orgânico proveniente das cestas do CSA tenham uma destinação correta para compostagem criando assim o fechamento deste ciclo e que cada membro deste grupo garanta que isto seja verdadeiro compostando em sua própria casa ou entregando estes resíduos em um de nosso pontos de entrega voluntário (PEV).

Nossa Cesta Semanal

Composição da cesta de 4 itens:

  • 2 – 3 Verduras
  • 1 – 2 Tempero
  • 1 Chá (extra)
  • PANCs – Plantas alimentícias não convencionais (extra)
  • tens adicionais (cobrados a parte): Ovos, pães, kombucha, geléiais, cogumelos, etc.

* A entrega das cestas será feita em data/hora a combinar, sempre no mesmo dia da semana, no pátio da LTO, sendo muito importante a participação dos co-agricultores para revezar a presença nesse momento.

Valor e forma de pagamento:

* É muito importante que, ao se associar ao projeto, você permaneça por pelo menos 6 meses com a gente.  

** O valor da cesta está previsto para um projeto de 1 ano. Após isso, faremos uma Assembleia para avaliação do ciclo passado e planejamento do seguinte. 

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *